13ª Conferência Municipal de Saúde de Curitiba.

11124004_10202992110282324_1266379104_n

A Associação Fênix participou da 13ª Conferência Municipal de Saúde que foi realizada no Colégio Marista Santa Maria, em Curitiba, nos dias 10, 11 e 12 de julho de 2015.

Estabelecidas em 1988 pela Lei Federal 8.142, as Conferências de Saúde funcionam como fóruns de deliberação e discussão de diretrizes para a saúde pública para os quatro anos seguintes. O conjunto de instruções é proposto pelos participantes dos encontros, promovendo ampla participação popular. Esses encontros estimulam a participação social e o protagonismo do cidadão na formulação de instruções que guiarão a execução de políticas públicas, conforme os anseios dos usuários. Metade das cadeiras é destinada a usuários do SUS, 25% para trabalhadores, 12,5% para gestores e 12,5% para prestadores de serviço.

A 13ª Conferência Municipal de Saúde de Curitiba foi aberta ao público no dia 10, quando foram realizadas palestras sobre controle social em Curitiba. No sábado, quando a conferência não foi aberta ao público, feita a aprovação do Regimento Interno, palestra do secretário Municipal de Saúde, Adriano Massuda, além de oficinas e trabalhos em grupo e a eleição das entidades para o Conselho Municipal de Saúde. Também para o sábado está prevista a escolha dos representantes do segmento Usuários para a Conferência Estadual de Saúde. No domingo, aconteceu a plenária final, a homologação do Conselho Municipal de Saúde de Curitiba e dos representantes para a Conferência Estadual.

O presidente do Conselho Municipal de Saúde de Curitiba, Adilson Tremura, lembra da importância da participação popular no processo. “As conferências são espaços fundamentais para o controle social, são espaços de cidadania e de democracia”, afirma. Ele lembra que as políticas públicas que são resultados das conferências devem contemplar as reivindicações da comunidade. “Queremos que os cidadãos participem efetivamente, o que vai resultar na melhoria na qualidade de vida da população”, afirma.

A presidente da Associação Fênix, Sandra de Paula Lima, destaca que “Curitiba teve vários avanços positivos na saúde, porém devemos pensar a saúde como um todo. Nossa população depende muito do SUS, ainda existem filas para marcações de consultas, exames e nas UPAs”, afirma.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba. 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *