Posts

Fênix, ong que atende crianças vítimas de violência pode fechar as portas

Texto de Michelle Stival da Rocha – Do site da Câmara Municipal de Curitiba
Fotos de Rodrigo Fonseca 

Com um deficit mensal de R$ 28 mil, a ONG Fênix Ações Pela Vida, que atende crianças e adolescentes vítimas de violência, anunciou no plenário da Câmara Municipal de Curitiba (CMC), no último dia 20, que poderá fechar as portas no próximo semestre. Na Tribuna Livre, a organização não-governamental confirmou que precisa de auxílio financeiro da sociedade para continuar atendendo.

Presidente da Associação Fênix

“Estamos buscando soluções para não fecharmos as nossas portas”, disse a presidente da ONG Fênix, Sandra Dolores de Paula Lima

“É uma causa que não podemos mais ficar quietos, não podemos mais virar o rosto e fazer de conta que não é com a gente porque é um assunto ruim: violência de criança e adolescente, conflito familiar, suicídio e automutilação”, alertou a presidente da entidade, Sandra de Paula Lima. A ONG foi convidada pelo vereador Jonny Stica (PDT) para fazer o alerta à sociedade no plenário da CMC.

“A Fênix é uma pauta da cidade, de todos os vereadores. Junto com a Apae [Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais], são instituições já reconhecidas na cidade”, justificou Stica. Para ele, os parlamentares precisam pensar “o que a Casa pode fazer para ajudar, cada um aqui tem as emendas parlamentares, mais do que isso, tem contato com a sociedade, contato com entidades que possam vir a colaborar com a Fênix”.

Sandra explicou que a ONG faz um trabalho de recuperação não só com as vítimas, mas com toda a família, além de atender as que são portadoras do vírus HIV. “Estamos buscando soluções para não fecharmos as nossas portas.” Ela reforçou o pedido do vereador por mais emendas e “que ajudem a sensibilizar a comunidade e órgãos públicos a contribuírem com a causa”.

“É importante estar neste lugar, que considero de transformação, onde o povo está aqui a todo momento, buscando uma sociedade mais justa, com mais qualidade de vida.” A gestora agradeceu o convite de Stica e alguns vereadores que já apoiam a entidade. “Hoje estou aqui pra conscientizar os presentes da situação, que é real na nossa cidade, no Brasil e no Mundo: a violência sexual de crianças e adolescentes. Que criança é essa que vamos deixar pro Mundo? Que família é essa que vai cuidar dessa criança com segurança?”, alertou.

Contas a pagar

O conselheiro Everson Talgatti sugeriu que a Câmara forme uma comissão de vereadores para auxiliar na busca de apoio

Segundo Everson Talgatti, conselheiro da ONG, com um custo total mensal de R$ 57.092,49 para manter aluguel, funcionários e despesas gerais, a entidade só consegue arrecadar R$ 29 mil e o restante (R$ 28.092,49) vira deficit. Além disso, quando estava em pleno funcionamento, tinha 23 funcionários, hoje tem 6. ”Como é que se mantém uma atividade dessa? Não consegue”, asseverou

Para o conselheiro da Fênix, é hora do Poder Público e seus representantes se engajarem. Ele sugeriu que seja formada uma comissão de vereadores para que ajudem a entidade a buscar contrapartidas dos diversos órgãos que encaminham demandas para a entidade, como Conselhos Tutelares, Ministério Público, Hospitais, Poder Judiciário, entre outros.

Além da falta de contrapartida do poder público, a ONG enfrenta o preconceito de particulares. “Quando a gente vai a uma empresa [pedir doações] e apresenta o caso de violência sexual, o que ocorre? Essa empresa não quer associar a marca dela com uma ong que está auxiliando vítimas de abuso sexual, porque ela não quer a imagem dela vinculada a isso.”

Explicou ainda que o aluguel da sede, que é financiado pelas Irmãs de Chambery, não poderá mais ser pago pela entidade. Segundo Talgatti, o Vaticano ordenou que esse dinheiro seja repassado para auxiliar imigrantes em outros países. A renda atualmente vem da Prefeitura de Curitiba, de uma empresa de sorvetes local e contribuições do Nota Paraná.


Os atendimentos
“Ao longo dos últimos 12 anos, foram em torno de 30 mil atendimentos. Só em 2018 foram 4.468 atendimentos, incluindo crianças, adolescentes e familiares. A gente realizou isso com um número muito reduzido de funcionários, sendo alguns orientadores sociais, psicólogos, a grande maioria voluntários, que agradeço, e o setor administrativo, que nos ajuda também”, detalhou a coordenadora da equipe de psicologia, Thais da Costa de Paula.

Ela contou o caso de uma adolescente com 15 anos, encaminhada pelo Conselho Tutelar, vítima de abuso sexual praticado pelo padrasto, que além disso sofria maus tratos da mãe. “Muito debilitada, pesando apenas 31 quilos, não conseguia ficar reta olhando pra mim, apenas ficava deitada no sofá e chorava”, relatou a psicóloga, que afirmou que hoje a garota está bem e já consegue frequentar a escola.

Os colaboradores da Associação Fênix reunidos

Equipe da ONG Associação Fênix acompanhou a apresentação. Junto, os vereadores Paulo Rink, Jonny Stica e Pier Pettruziello


Em um dos slides mostrados em plenário, Thais colocou uma imagem do ciclo de amadurecimento de uma borboleta e disse: “A sexualidade da criança é como o ciclo da borboleta. Se ela seguir o ciclo natural, vai voar bem. O abuso sexual é quando a gente interrompe de uma maneira bruta e violenta o ciclo da sexualidade da criança. Então nós costuramos esse casulo para que ela possa voar”. Segundo a profissional, há uma lista de 40 pessoas esperando para serem atendidas pela ONG.

As doações em dinheiro à instituições podem ser feitas por pessoas físicas ou jurídicas, por meio de depósito, boletos e parte do imposto de renda. Confira aqui como contribuir. A Associação Fênix fica na rua Augusto Stresser, 191 próxima ao estádio de futebol Couto Pereira no Alto da Glória.

Palavras da Presidente

Natal Fênix

Fênix recebe visita de Dom Francisco

Dom Francisco Cota e o Padre Alexsander Cordeiro Lopes estiveram na sede da nossa instituição para conhecer trabalho da Associação Fênix

Fenix

Da esq. Sandra, Gilvando, Pe. Alexsander, Jaqueline, Dom Francisco e Heloisa

A Associação Fênix recebeu no último dia 20, a visita de Dom Francisco acompanhado do padre Alexsander e da assistente social Jaqueline Belo, que atua na Arquidiocese de Curitiba. Na ocasião, os visitantes puderam conhecer mais sobre as temáticas de trabalho da instituição,  abrangência do mesmo, e a importância dos atendimentos realizados para toda a população de Curitiba e também Região Metropolitana que necessitam.

Durante a visita, Dom Francisco aproveitou para fazer alguns questionamentos sobre a entidade e enalteceu a importância da existência da Associação Fênix. “O mundo está em um processo bastante delicado. As famílias adoeceram”, relata o sacerdote.

Leia também:
Associação Fênis e Make Difference juntas na causa do HIV
Conheça a Sopa Solidária Fênix

O padre Alexsander também relatou o quanto tem sentido essa dificuldade de interação das famílias, e da questão da temática do abuso sexual e da falta de informação nesse aspecto. Contou um pouco das suas vivências nas comunidades que atende e das demandas que tem tido por parte dos fiéis.

Visita Dom Francisco Fênix

Momento de conversa e benção dos assistidos, da casa e dos colaboradores

Sandra Lima, presidente da Associação Fênix, diz-se lisonjeada com a importante visita na instituição. “São tempos difíceis para o terceiro setor como um todo, essa visita e reconhecimento do trabalho realizado pela Fênix é um alento e um combustível para continuar a luta pelo acolhimento humanizado e pelas pessoas em vulnerabilidade”, afirma ela.

Após a reunião, os religiosos conheceram mais a estrutura física da Associação Fênix e puderam acompanhar o trabalho realizado pelos técnicos da instituição bem como, fazer uma prece e abençoar a casa, os assistidos e os profissionais.

INSCRIÇÕES PRORROGADAS: Abuso sexual: que realidade é essa?

Workshop sobre violência sexual, promovido no dia 30 de novembro, tem prazo de inscrição prorrogado

A comissão organizadora do evento “Violência sexual: que realidade é essa?” vem por meio deste, informar que o prazo para inscrição dos participantes será prorrogado até 29 de novembro. Dessa maneira, quem ainda não garantiu seu lugar, pode aproveitar e preencher a ficha cadastral logo abaixo.

Serviço: Workshop sobre Abuso Sexual Infantil
Quando: 30 de novembro 2018
Onde: UniBrasil – Auditório  Des. Cordeiro Clève – Bloco 06 – Térreo – Rua: Konrad Adenauer, 442, Tarumã.

Veja abaixo o cronograma de atividades proposto para o dia

PROGRAMAÇÃO

12h30 Credenciamento
13h Abertura
13h10 Apresentação teatral
13h30  Att. Psicossocial: Um olhar humanizado
14h10 Att. Psicossocial: Aspecto Psicológico
14h50 Att. Psicossocial: Aspecto Jurídico
15h40 Intervalo – Coffe break
16h00 Contextualizando a violência: estudo de caso
16h40 Simulação de Atendimento
17h20 Perguntas/Encerramento

INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

As atividades se iniciam às 12h30 do dia 30 de novembro de 2018, por tanto, todos os participantes devem estar presentes neste horário para o credenciamento.
O evento tem previsão de encerramento às 19h.

Será fornecido certificação com carga horária e programação.
Quem precisar, poderá solicitar declaração de comparecimento.

INVESTIMENTO

R$ 40,00 (profissionais) + 1kg de alimento
R$ 20,00 (estudantes com comprovação de carteirinha na hora do pagamento) + 1kg de alimento


Forma de Pagamento:
Depósito em Conta

Conta: Caixa Econômica Federal – Ag: 0997 CC: 446-0  Op: 03

Associação Fênix – CNPJ: 08.403.113/0001-40

(Mandar comprovante por e-mail: eventos@fenixacoespelavida.org.br)

Dúvidas ou informações adicionais: eventos@fenixacoespelavida.org.br.

Associação Fênix é beneficiada com show de rock

Evento é promovido o dia 08 de novembro pelo Claymore Bar e acadêmicos da Uniandrade

A noite da quinta-feira (8) de novembro promete!

Nessa data, o Claymore Highway Bar recebe as bandas Geração Coca-Cola e Bon Jovi Cover Brasil para shows de tirar o fôlego. Trata-se da terceira edição do Uniandrade Rock Festival, evento promovido pelos acadêmicos de farmácia da instituição, que beneficiarão duas entidades sociais com a arrecadação de alimentos não-perecíveis e participação na bilheteria.

A Associação Fênix é uma das beneficiadas com a execução do evento, por isso queremos pedir que todos que puderem compareçam ao Festival no Claymore Highway Bar, munidos de muita energia para curtir os clássicos do Bon Jovi e apoiar o trabalho desenvolvido pela Fênix!

Em breve mais informações sobre os ingressos!

Serviço:
Uniandrade Rock Festival

Dia: 08 de novembro de 2018 – Quinta-feira
Local: Claymore Highway Bar – Rod. BR-116, 17.253, Capão Raso
Horário: 20h – 1h
Atrações: Geração Coca-cola, Bon Jovi Cover, Espaço cultural Ana Paula Favaro
Preço: R$ 10 + 1kg de alimento não-perecível

Associação Fênix e Make Difference juntas na causa do HIV

No final do ano passado, a Associação Fênix recebeu uma ligação inusitada. Eram os meninos da Make Difference pedindo um horário para apresentação do projeto Qual a sua causa. Agendamos, sem compreender exatamente o que nos aguardava. No dia combinado, recebemos Lucas Yago e Gabriel Oliveira na sede da instituição para apresentação do projeto, e a identificação com a proposta foi imediata.

O relógio vermelho representa a causa do HIV/Aids

São 10 causas e 10 cores, cada uma delas representando uma das temáticas propostas. Cada causa está vinculada à uma entidade que trabalha com aquela questão. Por exemplo, o relógio vermelho representa a causa do HIV/Aids. E a Associação Fênix é a entidade selecionada para essa cor, por desenvolver um trabalho de referência com essa população.

O começo de tudo

Após um diagnóstico de câncer,  Gabriel iniciou o tratamento e começou a  pensar de que maneira ele poderia ajudar outras pessoas que passam por isso… chamou o amigo e não demorou para encontrarem um jeito. Desenvolveram um relógio, que é intercambiável, e por isso, pode ser personalizado de acordo com a vontade do cliente,  do qual 10% do valor da venda é destinado à uma instituição que trabalha  com a causa.

Leia também:
Associação Fênix desenvolve seminário de humanização no diagnóstico do HIV/Aids
Conheça a Sopa Solidária Fênix
Atendimento ao suposto autor de violência

causa hiv

Os precursores da Make Difference participando de uma das ações em parceria com a Associação Fênix

As demais temáticas nesse projeto são: o autismo, os animais, o meio ambiente, a fome, os portadores de deficiências físicas, a síndrome de Down, os idosos e o câncer de mama.  Para a presidente da Associação Fênix, é gratificante o reconhecimento do trabalho e ver as novas gerações se posicionando. “Eu sempre falo sobre a corrente do bem. E é incrível ver e partilhar com o Lucas e o Gabriel dessa linda proposta que tem tudo para dar certo”, pontua.

Neste período de desenvolvimento da plataforma da Make Difference, Lucas e Gabriel tiveram mais contato com nosso trabalho:  participaram de ações informativas, eventos promovidos nesta temática, seminários e oficinas, onde puderam conhecer um pouco das experiências de quem vive com o HIV, e também de quem é portador da Aids.

Não fique de fora! Acesse o site clicando aqui, e garanta já o seu relógio!

Conheça a Sopa Solidária Fênix

A ação é realizada pela Sorvetes Bapka  acontece na segunda semana do mês, parte da renda arrecadada é revertida para a Associação Fênix

Esse é o material usado na divulgação pelas redes sociais

Você já deve ter visto nas nossas redes sociais alguma coisa sobre a Sopa Solidária Fênix. Essa é uma das ações da entidade para arrecadar fundos e manter seu trabalho. A ação é realizada em parceria com a Sorvetes Bapka e acontece uma vez por mês, na Casa de Sopas Bapka.

A próxima edição da Sopa Solidária já tem data marcada: será na sexta-feira, 14 de setembro, na Casa de Sopas Bapka. No cardápio estão as clássicas: sopa de feijão, de legumes, mandioquinha com bacon, eslava, canja e as mais modernas, de dobradinha, vaca atolada, e toda semana um sabor de sopa diferente, como a do dia! Pra completar: canjica e abóbora no menu de pratos quentes.

As sopas tem acompanhamentos como mussarela, alho frito e cheiro verde

Em se tratando de Bapka, o sorvete não podia ficar de fora! Além das sopas, é possível desfrutar dos Buffet de sorvetes com mais de 30 sabores, e todas as guloseimas e coberturas imagináveis. E a melhor parte: tudo isso por R$ 19,80 por pessoa, e de quebra ainda ajuda a Associação Fênix!

Reserve a data na agenda, 14 de setembro, convidem seus amigos e familiares e venham desfrutar um delicioso jantar! O local dispõe de estacionamento próprio e espaço kids com monitor. Crianças até seis anos não pagam, e de 7 a 10 pagam metade do valor do Buffet.

 

Serviço: 
Sopa Solidária Fênix 
Quando: 14 de setembro
Onde: Casa de Sopas Bapka – Rod. Minérios, 3050, Abranches
Horário: das 18h às 23h
Valor: R$ 19,80 (bebidas não inclusas)